Thiago Meneses ganhou a categoria Júnior do circuito Surf Trip SP Contest pela quarta vez consecutiva. Com um final de semana de muito sol as ondas chegavam a 1,5 metro pesado na praia de Camburi, São Sebastião.

Mesmo com o título Open definido (conquistado antecipadamente por Eduardo Maia, no sábado), os atletas não aliviaram. Pedro Regatieri superou Pedro Oliveira e garantiu mais uma vitória. Em terceiro ficou Fabiano Kobal e em quarto Maia, segundo o site Rico Surf.

Na Master, Pedro Oliveira, 39 , que vive no Planalto Paulista, garantiu também o quarto título do circuito ao vencer a prova em Camburi. Ele somou 1810 pontos e empatou com Pedro Regatieri, o terceiro colocado. Entretanto o critério de desempate leva em conta o resultado da segunda etapa para definir o melhor do ranking. “Eu tinha que fazer uma manobra forte lá atrás. Usei esta estratégia desde o princípio”, explica Oliveira, que trabalha numa surf shop (e é patrocinado pela mesma) na capital.

Vídeo da etapa

No pranchão, Fabio Bacalhau, 43 anos, abusou do estilo para garantir a vitória. Morador de Perdizes, na Zona Oeste, ele pegou uma bela onda da série com o pé no bico e percorreu uma longa distância desde o outside. Bacalhau ganhou a etapa e empatou no ranking com Fabio Amicci, com 1729 pontos, levando a melhor no desempate. “Comecei a competir em 2014 no Surf Trip SP Contest e desde então tenho buscado um título. É uma emoção única essa sensação de dever cumprido”, afirma ele, gerente comercial da marca HIC (Hawaiian Island Creations) e das pranchas Eric Arakawa.

Também no longboard, destaque para a performance do pioneiro Chico Paioli, um dos veteranos do circuito. Aos 65 anos, esbanjou boa forma e garantiu a terceira colocação, despachando candidatos fortes pelo caminho até a final.

Entre os grand masters, Mauricio Abud, gerente comercial da Hang Loose, descolou a melhor onda do dia (8.77) e assegurou o título do campeonato. No ranking geral, Clovis Magalhães levou a melhor. Destaque da nova geração do stand up nacional, Felippe Gaspar não deu chance aos adversários e faturou o bicampeonato. Gaspar vive em São Bernardo do Campo e disputou uma etapa do circuito mundial no Hawaii, faturando o título Junior no famoso arquipélago. Para encerrar o ano, ele participará ainda do brasileiro da modalidade e tem uma trip de três meses agendada para a Indonésia no ano que vem.

No Feminino, Renata Mukai levou a disputa e pulou para a liderança do ranking, com Yohanna Sarandini e Luara Diamante empatadas em segundo na classificação geral.

Campeão antecipado

Morador da Freguesia do Ó, zona norte de SP, Eduardo Maia conquistou no último sábado o título Open do circuito, após a derrota de seus adversários diretos. Aos 30 anos, ele trabalha como analista de sistemas e dribla a rotina apertada de trabalho na capital para encarar bate-voltas no meio da semana. O gosto pelo surf competição cresceu com ele, desde quando disputava eventos amadores e garantiu títulos expressivos nos circuitos catarinense e gaúcho, até os 15 anos. “Cresci em São Francisco do Sul, no litoral de Santa Catarina, e nessa fase corria todos os campeonatos por lá”, explica.

Disputando o circuito Surf Trip SP Contest desde 2007, há três anos ele não conquistava um título. “Neste ano entrei determinado. Este campeonato resgata de uma fase muito importante da minha vida. Agora levo outra vida, e este circuito prolonga a fissura pelo surf”, comenta Maia.

Festa de premiação

A entrega de premiação acontece no próximo dia 29 na Surf Trip Mega Store, localizada em Moema (SP).

Ação ambiental

A equipe do site Mundo Praia marcou presença realizando uma ação de conscientização ambiental, em parceria com a pousada Villa Camboa, distribuindo sacolas biodegradáveis ao público na praia e cadastrando a galera para um sorteio de duas diárias no hotel.

O Surf Trip SP Contest é realizado pelo 15o ano consecutivo e é destinado aos surfistas da capital e Grande São Paulo. O evento tem patrocínio oficial da rede de lojas Surf Trip. Apoio:  Quiksilver, Hang Loose, Rusty, Volcom, Hurley, Freesurf, New Era, Billabong, MCD, Lost, HD, O’Neill, Kenner, Tropical Brasil, G-Shock, Associação de Surf de São Sebastião, Associação de Surf de Camburi e Prefeitura Municipal de São Sebastião. Realização: Associação de Surf da Grande São Paulo e Federação Paulista de Surf.

Texto retirado de: Rico Surf

F Lucas Team

Dessa vez a equipe F Lucas não se deu tão bem, mas conseguiram bons resultados. O shaper Felipe Lucas e seu irmão Victor Lucas competiram na categoria Open Local, aberta apenas para quem mora na Praia de Cambury e algumas vagas para praias próximas.

Felipe caiu na semi final precisando de pouca nota para avançar para a final, mas o mar estava bem difícil, não se achou muito na bateria. Já seu irmão Victor foi para a final e ficou em terceiro lugar.

15167722_1294895937249666_7496049104003734093_o

Resultado da etapa

Open

1 Pedro Regatieri

2 Pedro Oliveira

3 Fabiano Kobal

4 Eduardo Maia

Junior

1 Thiago Meneses

2 Felippe Gaspar

3 Dudu Asfo

4 Ian Melo

Master

1 Pedro Oliveira

2 Marcelo Castro

3 Pedro Regatieri

4 José Guilherme

Grand Master

1 Mauricio Abud

2 Itamar Bastos

3 Alexandre Morse

4 Edu Bahia

Longboard

1 Fabio Bacalhau

2 Leo Paioli

3 Chico Paioli

4 Fabio Amicci

SUP

1 Felippe Gaspar

2 Alex Durand

3 Paulo Giachetti

4 Tulio Dalpiaz

Feminino

1 Renata Mukai

2 Yohana Sarandini

3 Natalia Silva

4 Luara Diamante

Ranking final

Open

1 Eduardo Maia 1729

2 Pedro Oliveira 1431

3 Pedro Regatieri 1430

4 Fabiano Lion 1341

Junior

1 Thiago Meneses – 2000

2 Felippe Gaspar – 1800

3 Dudu Asfo – 1466

4 Ian Melo 1458

Master

1 Pedro Oliveira – 1810

1 Pedro Regatieri – 1810

3 Jose Guilherme 1629

4 Fernando Augusto 1187

Grand Master

1 Clovis Magalhaes 1656

2 Alexandre Morse 1620

3 Taciano Parri 1556

4 Eduardo Bahia 1365

Longboard

1 Fabio Bacalhau 1729

1 Fabio Amicci 1729

3 Leo Paioli 1710

4 Chico Paioli 1466

SUP

1 Felippe Gaspar 2000

2 Alex Durand 1710

3 Paulo Giachetti 1539

4 Roger Marques 900

Feminino

1 Renata Mukai 1656

2 Yohanna Sarandini 1620

2 Luara Diamante 1629

4 Natalia Silva 1620