414883_670x219-2084432717678

The Board Trader Show aconteceu nos dias 25, 26 e 27 de novembro no Expo Imigrantes. O Final de semana foi marcado pelo retorno das Feiras de Surf em São Paulo, só que desta vez com outro nome.

Foi uma grande oportunidade para os grandes e pequenos fabricantes de pranchas, fornecedores, distribuidores e viciados no surf entrarem em contato direto com esse tal de business do surf.

Com centenas de expositores a feira foi ambientalizada para a troca de experiências e conhecimentos, além de trazer a possibilidade de vários negócios.

“Estamos num momento de mudança de paradigmas. A vestimenta, que era o principal produto de movimentação do mercado, passou a dividir seu espaço, no país e no mundo, com o equipamento. As pranchas e todos os acessórios para a prática dos BoardSports ganham o peso que lhes era devido e merecem a homenagem e destaque no espaço que estamos oferecendo. O The Board Trader Show recria um ponto de encontro e negócios com as principais cabeças pensantes desse segmento BoardSports e um público extremamente qualificado. Creio que mesmo os fabricantes de surfwear, óculos e tênis, desejam que esse público consuma seus produtos, por isso há uma enorme relevância nesse evento para o mercado como um todo”, explica Claudio Martins de Andrade, o ‘Claudjones’, criador do The Board Trader Show.

(Trecho retirado do site Waves)

boardtrade_novembro_2016_internet-17

 

Felipe Lucas fazendo a marcação de quilhas no Stand David Webbers (Curso para fabricação de pranchas de madeira que rolou durante a Feira). Ao lado seu amigo Ico Silvio. 

Além dos stands que exibiam suas naves, acessórios, oportunidades de viagens e outras cositas más, o que realmente marcou o evento foi o Masters of Shape, que na minha opinião, deveria ter sido mais valorizado. Sem uma locução durante a Feira, quem estava presente não sabia qual Shaper estava shapeando na Sala de Shape montada dentro da Feira. Para os mais curiosos, tinha um papel com a programação grudado no vidro dessa sala.

O Masters of Shape’ foi  uma competição ao vivo entre oito shapers que tentaram clonar uma prancha dos anos 70.

Além desse espaço, também teve o ‘Masters of Glass’, que trouxe alguns dos melhores profissionais, entre glassers e crafters, com salas de glass e acabamento (em resina Epoxy), produzindo e mostrando suas habilidades e arte.

 


Stand da Lost durante a Feira (CBS, Felipe Lucas, Betão, Marquinhos e Léo Parisi)

boardtrade_novembro_2016_internet-11

Stand da Surface & HIC/Eric Arakawa

 

Resultados das competições – Best in Show
Melhor prancha performance: Lost – Matt Biollos – Detalhe: as pranchas Lost no Brasil são feitas pelo nosso shaper F.Lucas. Ele é backshaper da Lost no Brasil, na fábrica Surface, Cambury. 

Melhor Longboard: Neco Carbone, com seu modelo mini long
Melhor SUP: Sérgio da Silva e New Advance, com o Sup Wave criado para atleta Leco Salazar
Melhor releitura clássica: Rodrigo Matsuda e sua alaia reconstruída
Melhor acessório: Leash Modom com dispositivo anti-tubarão
Melhor solução sustentável: David Weber Surfboards e suas pranchas de madeira
Inovação do ano: Avelino Bastos e Tropical Brasil, com o aparelho de telemetria preso à prancha
Prancha do futuro: Power Light

Master of Shape
Vencedor 2016: Rodrigo Silva, SRS Surfboards